Entre seis meses e dois anos de idade, as crianças passam por um processo de transformação que vai do sorriso gengiva para aquele cheio de dentes. Essa mudança costuma ser tranquila, mas é sempre bom estar atenta a alguns cuidados que podem facilitar a vida do bebê.

Pode acontecer antes do previsto ou demorar um pouquinho, mas por volta dos seis meses de idade os primeiros dentes começam a nascer.

Em algumas crianças a novidade provoca irritações, excesso de saliva, mudança no comportamento . “O importante é os pais saberem que esse é um processo natural, fisiológico e que varia de criança para criança”. Como nessa fase toda mudança causa certa apreensão, por mais esperada que seja, é importante se informar sobre o assunto para poder curtir o bebê sem encucações.

É possível acompanhar o desenvolvimento da dentição prestando atenção a alguns sinais, como gengivas inchadas , excesso de saliva, e necessida de intensa de morder objetos que possa levar a boca.

Dê o exemplo:

Logo que os primeiros dentes nascem, eles devem ser limpos com uma gase molhada em soro fisiológico ou escovas bem macias que se encaixam nos dedos. Quando novas as crianças não sabem cuspir, por isso não é aconselhável o uso de pasta de dente com Flúor. Conforme eles vão adquirindo coordenação motora, devem ser incentivados a fazer a escovação sozinhos, sempre sob a supervisão dos pais. “É importante mostrar que essa é uma atividade importante e muito divertida, pois isso incentiva cuidados com a higiene bucal".

Aliados:

Com uma pequena revolução acontecendo em suas gengivas, é natural que os pequenos queiram morder tudo o que encontram pela frente. Para amenizar o desconforto, especialistas aconselham o uso de mordedores próprios para essa fase. Como a salivação aumenta durante esse período, ofereça sempre água e sucos para a criança, pois assim ela pode repor líquidos.

Dra. Roseli Cipriano, Cirurgiã Dentista – Odontopediatra

CROSP 49855 – www.roselicipriano.com.br